Quem Bate?

Bateram à nossa porta? Os que bateram não têm rosto. São insaciáveis e contraditórios. Pedem-nos contenção e crescimento. Mais produtividade e menos remunerações. Mais mobilização e menos recursos. Mais competitividade e menos estruturas. Mais compromisso e menos empregos. Antes de baterem à nossa porta já tocaram outras campainhas. Gregos e Irlandeses abriram as portas e ficaram pior.
Ler o artigo completo...
Comentários (2)

Retrato Robot

Vivemos tempos pródigos para a demagogia e o populismo. O exercício da função política tem uma dupla face, permitindo desenvolver projectos que combinam realização pessoal e interesse público e sujeitando ao mesmo tempo os protagonistas a um escrutínio fino, legítimo e saudável da sua actividade. Tenho verificado ultimamente, compulsando notícias de jornal, fóruns radiofónicos e televisivos
Ler o artigo completo...
Comentários (1)

Potência Relacional (uma visão geoestratégica do papel de Portugal no mundo)

O mundo vive tempos de mudança, turbulência e imprevisibilidade. Fazer prospectiva neste contexto é um exercício arriscado. Penso no entanto que no quadro da globalização galopante se vão afirmar diversas potências regionais (a que alguns politólogos preferem chamar impérios) que terão uma relação de competição e cooperação crispada. Estados Unidos da América, China, Brasil, Índia,
Ler o artigo completo...
Comentários

Portugal - Ambição 2020 (Publicado no jornal @publico de 11/02/20)

No quadro da nova arquitectura de governação económica da União Europeia (UE), Portugal terá que aprovar durante o mês de Abril o seu Plano Nacional de Reformas (PNR) para o horizonte de 2020. Este Plano é hoje mais importante que nunca. Funciona em conjunto com o Plano de Estabilidade e Convergência (PEC) e com o anunciado Pacto de Competitividade, como o tripé programático para a resposta
Ler o artigo completo...
Comentários

Ir a Jogo (e ganhar)

No final dum ciclo de audições sobre inovação que decorreu em todo o País (Iniciativa Inovação Portugal), o Professor Daniel Bessa que representava a COTEC, afirmou que tinha estado com forte empenhamento em toda a iniciativa sabendo que se tratava dum “jogo” em podia ganhar ou perder, ou seja, sabendo que as conclusões mais fortes dessas audições poderiam ser ou não concretizáveis
Ler o artigo completo...
Comentários (1)

Nova Expansão (para Defender Portugal)

No Fórum Defender Portugal, António Peres Metelo sugeriu se usasse uma ideia mais mobilizadora neste momento chave da afirmação de Portugal no quadro dum ataque brutal dos mercados financeiros ao Euro e em particular aos membros mais fragilizados da parceria monetária. Para Metelo, em vez de “Defender Portugal” a ideia chave deveria ser a de “Expandir Portugal” sugerindo assim uma nova
Ler o artigo completo...
Comentários
Ver artigos anteriores...