Também estou...


No Twitter:


No Facebook:


Carlos Zorrinho's Facebook profile

No arquivo deste blogue:

INDIGNAÇÃO (e acção)

A indignação entranha-se pelos corpos, contamina as comunidades, mobiliza as cidades e os Países. Este é pois o tempo certo para dizer que a indignação é legítima e sinal de que estamos vivos, mas não basta. Precisamos duma indignação transformadora em cada um de nós, nos nossos bairros, aldeias, vilas e cidades. Nos
Ler o artigo completo...
Comentários

OE 2012 - Visto do Alentejo

Para que não restem dúvidas, começo este texto reafirmando que como Deputado me abstive na votação na generalidade do Orçamento do Estado (OE 2012) não pelo conteúdo do mesmo (que mereceria um rotundo não) mas para poupar Portugal e os Portugueses a uma penalização acrescida decorrente do sinal internacional dado por uma quebra
Ler o artigo completo...
Comentários

Lusitano

A vitalidade de uma sociedade também se mede pela capacidade que tem de manter e revitalizar as instituições que marcam a sua identidade.Em Évora e no Alentejo, o Lusitano Ginásio Clube é uma marca que recorda glórias passadas e que não obstante o esforço denodado de grandes clubes como o Juventude de Évora, o Desportivo de Beja,
Ler o artigo completo...
Comentários

Bisca Lambida (Sobre a atitude de Portugal perante a Crise)

Num provocador artigo no Semanário Sol o Arquitecto José Saraiva defendeu que José Sócrates agiu perante a crise como um jogador de casino que acreditando no seu País apostou cada vez mais forte até que a sorte o traiu.Não foi a sorte mas antes o jogo viciado que levou Portugal para os braços da ajuda externa e que ameaça fazer implodir
Ler o artigo completo...
Comentários

Autonomia (A Universidade Pública em perigo?)

É consensual o progresso feito na última década por Portugal no domínio do conhecimento, da inovação e da tecnologia. As comparações internacionais são inequívocas e os resultados são visíveis em todos os indicadores.Um dos pilares deste progresso foram as Universidades Públicas que vendo diminuir significativamente
Ler o artigo completo...
Comentários

Boas Contas (Na terra do putativo Nobel)

Se o leitor é como eu uma pessoa de boas contas e pouco dado a aventuras financeiras certamente distingue investimento de despesa corrente e procura que essa despesa não ultrapasse em termos continuados a receita de forma a não se acumularem deficits depois difíceis de controlar e pagar.Sabemos que nos últimos vinte anos a nossa sociedade como um todo não foi
Ler o artigo completo...
Comentários
Ver artigos anteriores...