RTC Forte




 

Será muito pouco original o início desta crónica. O tempo passa e a Europa patina. A sua dinâmica económica está prestes a atingir o zero absoluto. As taxas de juro reais estão perto do zero (nalguns países são negativas) e mesmo assim o investimento continua a ser anémico. É preciso um tratamento de choque. Uma receita ousada. Uma chave para desbloquear o impasse. Eu receito RTC forte e quanto mais e mais depressa melhor.

 

O RTC forte é um remédio óbvio mas nem por isso menos necessário. A sua fórmula que não necessita patente, inclui 33% de recuperação, 33% de transição e 33% de convergência. Sobra 1%. Reservo-o à memória para que não se voltem a cometer os erros que se cometeram, empobrecendo os povos e destruindo as economias.

 

Recuperação com investimento público e privado capaz de fazer mexer a economia e criar uma procura interna saudável, condição basilar para a competitividade externa.

 

Mas esse investimento não pode dirigir-se aos mesmos sectores que no passado não nos permitiram conduzir à liderança. Tem que ser, para usar uma linguagem com o seu quê de futebolística, uma recuperação em transição. Transição para uma nova economia baseada em inovação limpa, novas energias, conhecimento e aproveitamento dos novos desafios do mercado digital.

 

A União Europeia tem que passar ao ataque. Com as atuais regras do jogo global, como já expliquei em texto anterior, somos perdedores por natureza.

 

 Mas para jogar ao ataque tem que reforçar a sua coesão e a sua solidariedade. Daqui provêm a necessidade da convergência. Uma convergência que não seja os mais ricos a pagar aos mais pobres mas sim a criação de condições de igualdade para que ricos e pobres possam ter mobilidade e puxar pelo interesse comum.

 

A harmonização fiscal, de que tanto se tem falado ultimamente é um bom exemplo de convergência que não significa necessariamente transferências financeiras directas, embora essas sejam legítimas e justificadas sempre que compensam assimetrias de desenvolvimento ou de mercado.   

 

Em síntese e para não demorar muito. RTC Forte senhor Juncker. RTC Forte caro Passos. RTC Forte Sra. Merkel. RTC forte cara e caro leitor. Recuperação, Transição e Convergência. Um futuro melhor.

 

 
Comentários
Ver artigos anteriores...